X

Diário da Região

21/02/2018 - 15h56min / Atualizado 21/02/2018 - 15h55min

Conheça Jales

Wikipédia Município de Jales
Município de Jales

Jales é um município brasileiro no interior do estado de São Paulo, Região Sudeste do país. Tem população estimada em 50.010 habitantes (IBGE/2017) e área de 368,5 km². Localiza-se a cerca de 586 km da cidade de São Paulo. 

Enquanto homens heroicos, dedicados ao trabalho, derrubando matas e arrancando do solo as riquezas indispensáveis à manutenção, iam, aqui e ali fazendo uma clareira na mata, o Dr. Euphly Jalles sonhava com a fundação de uma cidade, com possibilidades para tornar-se estável e que viesse a ser acolhedouro de uma civilização condgna. Não medindo sacrifícios, alimentando-se de caças sofrendo toda espécie de hostilidades, de insetos e animais selvagens, dormindo ao relento, embrenha-se no sertão em busca da concretização de seu sonho. Procede um estudo do solo, examina as posições e todas as possibilidades de substâncias para uma avantajada aglomeração humana. Depois de tudo bem estudado, conclui ser conveniente a criação de uma cidade em região que era totalmente coberta de matas virgens. Primeiramente prepara quatro ofícios, comunicando sua intenção de fundar uma cidade. Envia o primeiro a Getulio Vargas, um para o interventor do Estado que, era, nesta época, o Sr. Ademar de Barros, os outros aos Prefeitos de Tanabi e Pereira Barreto, Respectivamente. Depois munido de ferramentas adequadas e rodeado de diversos colaboradores, penetra no sertão de machado em punho. Confia a tarefa de derrubada do mato virgem a Athayde Gonçalves da Silva, João mariano de Freitas (Lapiá pai), José Nunes Brito, Jorge Batista, Pedro Marcelino, José Basílio, Juvêncio Pereira de Brito, Aristóphano Brasileiro de Souza, José Rosa e tantos outros. Dotados de espírito de luta, que não mediram esforços, não se curvando ante as incertezas que lhes podia acontecer ao encontra o desconhecido. Athayde Gonçalves, pegando a empreitada penetra no mato a dentro fazendo a derrubada da parte onde se localiza hoje a Vila São Jose, Lapiá (pai), Pedro Marcelino, aproveitando, lança à terra a primeira semente, produzindo a primeira colheita. Através de picadas no mato foram feitas as demarcações do perímetro e verificada a inaptidão do terreno para localização da cidade, procede-se outra derrubada no lugar onde está Praça João Mariano de Freitas antiga Praça Bandeirantes (conhecida com Praça do Jacaré). Era apenas uma roçada de pouco mais de dois quarteirões.

Junto a esta picada no mato, que caia para dar lugar à nova cidade, na fervescente ansiedade de se ver brotar na mata virgem uma civilização, iam chegando daqui e dali, os soldados do desbravamento, tirando das selvas verdes a sua vestimenta, para dar lhes novos matizes de casas e lavouras e o colorido de homens e animais. Ângelo Pedreira da Silva constrói a primeira casa que passa a ser habitada por José Rosa. Jorge José Batista abre o primeiro boteco e já se vê ao cair da tarde, a rodinha para tomar aperitivo e recordar as anedotas. O cair das matas fazia surgir enfermidades várias e aparece o Moacir vendendo drogas. Mas Moacir não ficou muito tempo e logo foi substituído por Simão de Souza Nobre, que instalou a primeira botica. João Missena se dispõe a abrir a primeira pensão. A parte de carpintaria estava a cargo de Pereira da Silva, o mesmo que ajudaria a construir o cruzeiro. Para chegar as margens do Marimbondo, vindo de Votuporanga, o caminhão que trouxera a família de Lapiá e de Pedro Marcelino, levou dois dias. E das imediações do retiro Tamburi ao atual Largo de Santo Expedito foi preciso todo um dia de carro de boi. Mas por fim surgiu a via de transporte ligando Votuporanga e Vila Pereira à nascedoura Jales. Esta primeira estrada foi construída às espensas exclusivas do Dr. Euphly Jalles, até a nascente de Estrela D?Oeste foi construída no meio da mata, sem nem uma clareira sequer e o heroico homem desta construção foi o empreiteiro Altino Antônio de Oliveira. A estrada partiu de Jales e sua continuação de Estrela D’Oeste para frente também foi construída pelo Dr. Euphly Jalles que conseguiu do prefeito de Tanabi um auxilio de 500 mil réis por quilometro. A estrada foi inaugurada pelo Dr. Euphly Jalles que saiu de Jales ás 18:00 horas do dia 31 de dezembro de 1.941 arrastando seu pé-de-bode, e chegou a São José do Rio Preto às 06:00 horas da manhã do dia 01 de janeiro de 1.942, foi uma grande corrida.

Ao cair da tarde de 15 de abril de 1941 toda a população se reúne no largo para levantar o madeiro, marco comemorativo do 1º aniversário da morte de uma floresta e nascimento de uma cidade. Fica na terra a cruz histórica. Presente ao ato comemorativo estava o representante de igreja Padre Vitor, que a noite celebrou missa campal encerrando as festividades do 1º aniversário. No vertiginoso desenrolar de seu progresso logo se fez necessária sua elevação a distrito, o que se deu três anos após a sua fundação, pelo decreto Lei nº 14.334, de 30de novembro de 1.944. Criado o distrito, o alvo era a criação do município, também, a emancipação. Euphly Jalles, que lutou para a criação do distrito e o contemplou, também lançou se à luta para criação do município e ai também a este viu brotar heroicamente pelo decreto Lei nº 233 de 24 de dezembro de 1.948 por determinação da Assembleia do Estado de acordo com o projeto de Lei Qüinqüenal, elaborado pela Comissão de Estatística, em cumprimento à Resolução nº 1 de15 de janeiro de 1.948. Era a terceira vitória da cidade e seu fundador.

O status de cidade centro de região sempre foi um diferencial de Jales desde os seus primórdios. Salta aos olhos a privilegiada condição geográfica, não somente em relação aos oitos municípios em que faz divisa, mas também pela proximidade com os estados limítrofes de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. A Agricultura e o Comércio são as principais forças do desenvolvimento local e regional. O município é destacado nacionalmente pelo cultivo da fruticultura (Uvas Finas). A cidade também conta com uma unidade do Hospital de Câncer de Barretos que atende 1000 pacientes/dia vindos de aproximadamente 10 estados.

Fundação: 15 de abril de 1941

Gentílico: jalesense, jaleense

Prefeito: Flávio Prandi Franco

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso