Diário da Região

27/05/2018 - 00h30min

#FICAADICA

10 dicas para quem usa ônibus

Alguns cuidados no transporte coletivo podem tornar sua viagem ainda melhor e mais segura

O ônibus de transporte coletivo urbano é um dos principais atores no trânsito de uma cidade. A falta de atenção e de alguns cuidados por parte de motoristas (dos ônibus e de outros veículos), de passageiros e dos pedestres acaba provocando acidentes que poderiam ser evitados. Em Rio Preto, os ônibus que integram o sistema de transporte coletivo são responsáveis por levar e trazer aproximadamente 92 mil passageiros todos os dias, segundo dados do Consórcio RiopreTrans, formado pelas duas empresas que oferecem este serviço na cidade. É uma frota com cerca de 270 veículos, 70% pertencentes à Circular Santa Luzia e outros 30% à Itamarati, realizando em torno de 6,8 mil viagens em dias úteis. Por mês, as linhas percorrem 1,3 milhão de quilômetros por ruas e avenidas nas diferentes áreas do município, interagindo com carros, motos, caminhões e pedestres.

Neste universo, são várias as situações que acabam provocando acidentes, tanto dentro como fora dos ônibus. Segundo as concessionárias, as faixas exclusivas para o transporte coletivo instaladas na cidade melhoraram a segurança do trânsito. Nestes corredores, os carros devem ter o cuidado ao fazerem conversão à direita passando pela faixa exclusiva para evitar acidentes. As empresas explicam, no entanto, que os motoristas dos coletivos são constantemente treinados para que essas manobras dos terceiros ocorram seguramente, mesmo que o terceiro não tenha o devido cuidado.

"Os motoristas do transporte coletivo sempre estão atentos ao trânsito, com uma intenção de visão antecipada do que podem ocorrer, tudo com objetivo de praticar a chamada direção defensiva no trânsito", afirma Wesley Pazetto, da Circular Santa Luzia.

Os coletivos enfrentam situações que prejudicam a eficiência e aumentam consideravelmente a possibilidade de acidentes. Isso ocorre, por exemplo, quando não se dá preferência ao ônibus no trânsito - eles chegam a ficar vários minutos em rotatórias aguardando a entrada com segurança. Há também os casos de veículos estacionados nas vagas de embarque e desembarque de passageiros e de árvores caseiras mal podadas, obrigando a parada do veículo na via com aumento do risco de acidente.

No trânsito, a maior incidência de acidentes com o transporte coletivo são pequenas colisões, por veículos que entram em pequenos intervalos à frente ou atrás dos ônibus para tentar a passagem ou que mudam de faixa sem sinalização. Essas manobras inesperadas ou quando veículos menores e mais rápidos forçam o cruzamento em ruas com sinalização de "pare" obrigam o motorista a uma frenagem súbita, podendo causar ferimentos nas pessoas embarcadas.

"Também cabe mencionar o cruzamento de pessoas no Terminal Urbano Central que não utilizam a faixa de pedestres, que deve sempre ser obedecida, afim de não causar riscos", explica Pazzeto. Ele também cita os recorrentes casos de vandalismo e a prática de "beirão" ou "rabeira", quando pessoas pegam carona na traseira ou nas laterais do ônibus, atitudes que geram insegurança e encarecimento do transporte.

As concessionárias afirmam que os motoristas dos ônibus são treinados frequentemente sobre as situações que podem ocorrer no dia a dia, principalmente em relação a pedestres, bicicletas e motociclistas. Passageiros e público em geral podem fazer reclamações sobre o mau comportamento de funcionários do sistema ou dos veículos por meio do serviço de atendimento ao cliente (SAC) do consórcio, pelo telefone 17 3353-8322.

Leve sua mochila nas mãos

Quando você entra no transporte público lotado com a bagagem nas costas, você não só ocupa mais espaço como pode atrapalhar a passagem de quem entra e sai. Sem falar que você corre o risco de ter algo furtado. Leve sua bagagem nas mãos

Fique dentro do ônibus

Não coloque os braços nem a cabeça para o lado de fora da janela. Também não jogue lixo e outros objetos pela janela

Boca no trombone

Se presenciar comportamentos que incomodem, use os canais de comunicação com o usuário para reportar o fato às Concessionárias ou à Ouvidoria. Em Rio Preto, use o telefone 3353-8322.

Vale chamar a atenção do usuário que esteja sendo mal educado, desde que seja de forma educada, cortês e discreta. Falta de educação constrange. E se a pessoa não se sensibilizar, registre a reclamação.

Viagem em pé

É proibido permanecer nos degraus, se debruçar nas portas ou andar "pendurado" nelas. Nunca sente no capô, mantenha distância dos degraus, das portas e não distraia o motorista. Se estiver de pé no corredor, mantenha-se apoiado.

Utilize cartão e facilite o troco

O cartão do transporte coletivo tem emissão gratuita e gera conforto e segurança. Se necessário utilizar dinheiro para o pagamento, facilite o troco.

Cuidado com o volume

Não escute música alta em lugares compartilhados. Mesmo com o fone de ouvido, o som alto pode vazar e incomodar os outros. Sem o fone, então, nem pensar! Também preste atenção no volume da sua voz, já que ninguém é obrigado a escutar sua conversa.

Respeite o espaço do outro

É muito comum pessoas ocuparem mais de um assento. Muitos passageiros também dormem, sentam de pernas abertas e até mesmo deitam no transporte público. Limite-se a um único assento. E se você está de pé, não empurre nem se apoie em ninguém.

Gentileza gera gentileza

Talvez essa seja a regra mais importante de convivência em geral. Ceda seu lugar para idosos, gestantes e pessoas com deficiência mesmo que não esteja sentado no banco preferencial. Pessoas com mobilidade reduzida devem ter prioridade sempre. Se ofereça para segurar a bagagem de quem está de pé. Ajude quem necessita.

Mantenha distância

Muita mulher é importunada no ônibus. Para evitar esse constrangimento, a tática é usar o cotovelo ou a bolsa para criar um espaço entre o próprio corpo e de quem está encostando. Procure nunca dar as costas para um homem. Se você é homem, dê espaço.

Embarque e desembarque

Tenha certeza que o ônibus está parado antes de embarcar e desembarcar. No ponto em ruas e avenidas, espere o ônibus em segurança, afastado do meio fio. É muito comum que pessoas se aglomerem nas portas dos ônibus para garantir seu lugar, principalmente no horário do rush. Deixe a passagem livre e espere sua vez de embarcar, assim não é necessário empurrar ninguém. Para acelerar o embarque e o desembarque, evite ficar parado em locais de passagem. Também não fique postado na porta se estiver longe da estação ou do ponto em que você vai descer. O ideal é aproximar-se um ou dois pontos ou estações antes. E, claro, não atropele nem empurre quem está tentando sair

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso