Diário da Região

05/06/2018 - 00h30min

EU NO MUNDO

A história de Veridiane, que trocou Rio Preto por Amsterdam

Veridiane conheceu Amsterdam em 2004 e se apaixonou pela cidade. Há três anos, mudou em definitivo com os quatro filhos para a cidade holandesa e não pensa em sair de lá tão cedo

Arquivo Pessoal Eu no Mundo - Veridiane Teixeira Smidt mora em Amsterdam, na Holanda, há três anos
Eu no Mundo - Veridiane Teixeira Smidt mora em Amsterdam, na Holanda, há três anos

Lutar e mudar por uma vida melhor não é problema para Veridiane Teixeira Smidt, 33 anos. Ela nasceu no Ceará e, com um ano, foi com a família para o Maranhão. Quando tinha 13, veio com os familiares para Rio Preto. Em 2004, foi para Amsterdam, na Holanda, e apaixonou-se pelo lugar. Há três anos mora no país, e está em processo final para conseguir os documentos e morar legalmente na Europa.

"O país é maravilhoso, fantástico. A cidade é limpa, organizada, o povo é educado. A vida aqui me agrada e muito. Há muitas oportunidades de se estudar e fazer o que gosta. É muito melhor do que esperava," diz. "Aqui consigo dar melhor qualidade de vida para os meus filhos."

Veridiane tem quatro filhos: Isadora, 17 anos, Lucas, 14, Emilly, 10, e Evellyn, 7. As duas mais novas são filhas de um holandês, ex-marido dela. O casal se conheceu em Rio Preto em 2004. Por cerca de dez anos, a relação se manteve a distância, mesclada por períodos em que ela viajava para a Holanda e com ele vindo para o Brasil. Há três anos, no entanto, ela e os quatro filhos mudaram para a Europa.

"Vim conhecer o país e me apaixonei. Mas tive que voltar com três meses por causa dos meus filhos." Quando decidiu ficar em definitivo na Holanda, engravidou, mas era ilegal e teve de voltar ao Brasil por problemas na gravidez. Depois do casamento, conseguiu retornar ao país europeu.

Após dois anos seguidos vivendo juntos no mesmo teto, as diferenças culturais falaram mais alto e Veridiane e o marido decidiram pela separação. Como têm filhos, o governo interveio, inclusive com acompanhamento psicológico. Hoje moram em casas separadas e dividem a guarda das crianças.

Ajudas

Morando sozinha com as crianças, Veridiane recebe ajuda do governo holandês para se manter. Os filhos frequentam a escola e todo dia praticam algum tipo de esporte após as aulas. "Se algum deles falta, a escola liga pra saber o que houve. Se faltar três vezes sem avisar, os pais levam advertência. Com cinco, levam multa. Com sete, a polícia vai até a casa para ver a situação."

Além da educação, Veridiane elogia também a saúde. "É obrigatório ter plano de saúde e o valor é descontado do pagamento," diz. Os benefícios vão além, já que se estendem aos medicamentos. "A médica receitou vários remédios para meu filho, fui na farmácia e não paguei nada, porque o seguro cobriu."

Ela destaca também o transporte rápido e a segurança como pontos positivos do país. Além da limpeza da cidade. "O que achei mais legal é que não tem animais abandonados na rua. Eles dão muito valor aos cães e gatos."

Comida

A alimentação dos holandeses é saudável, diz Veridiane, e incentivada a ser assim desde a infância. "As crianças não comem açúcar até os quatro anos. Na escola, eles têm que comer frutas e pães com fibras." Em casa, ela procura fazer comida brasileira para matar a saudade de casa.

O frio é uma das maiores dificuldades. As temperaturas chegam a menos 14 graus no inverno. Nesse período, a população fica mais em casa, onde há aquecedores. No verão, há vida. As melhores opções estão em parques, com festivais e atrações para as crianças. "Elas têm um cartão que permite ir a muitas atrações de graça, como teatro e cinema. No calor, também fazemos piquenique."

O idioma também é um obstáculo, porém menor, já que os holandeses são prestativos e ajudam quem não sabe a língua. "Sempre tentam se comunicar, até em espanhol quando não se fala em inglês. São bem comunicativos." Para os imigrantes, a prefeitura oferece curso para que aprendam o idioma - Veridiane frequenta um.

A saudade da família faz com que pense em voltar para o Brasil. Mas, quando coloca na balança a qualidade de vida que encontra na Holanda, deixa a volta ao país natal para um futuro distante. "Não vejo minha mãe há três anos, mas penso primeiro nos meus filhos e na qualidade de vida deles."

Amsterdam, Holanda

Continente: Europa

Habitantes: 814 mil

Brasileiros no país: 22 mil

Distância até Rio Preto: 9,6 mil km

Fuso horário: está 5 horas à frente

Curiosidades

  • A cidade tem 165 canais, que somam cem quilômetros e permitem conhecer diversos bairros de Amsterdam.
  • Só as bicicletas são mais populares que os barcos. São cerca de 15 mil ciclovias em todo o país, um terço delas em Amsterdam.

Não deixe de...

conhecer:

  • O Rijksmuseum, museu dedicado a artes e história com coleções de pinturas de diversos artistas.
  • A cervejaria Heineken. Há passeios pela fábrica que contam a história da empresa e mostram os passos da produção da bebida.

provar:

  • O Kroketten, o croquete holandês, feito de bolinho de carne frito com temperos e molho para acompanhar.
  • O queijo Gouda, feito com leite de vacas holandesas e criado no país.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso