Diário da Região

    • -
    • máx min
29/06/2018 - 00h30min

ALERTA

Região chega a onze mortes por gripe

De acordo com a Secretaria de Saúde de Rio Preto, até o momento foram registrados 75 casos de síndrome respiratória aguda grave na cidade - 77,3% por H1N1, tipo de vírus que também foi responsável por sete dos óbitos

Na manhã desta quinta-feira, 28, uma moradora de Novais morreu aos 46 anos vítima de Influenza H3N2. A paciente estava internada no Hospital Emílio Carlos, em Catanduva, desde a primeira semana de junho. De acordo com a Secretaria de Saúde de Novais, a mulher era obesa, não tinha outros problemas de saúde e não havia tomado a vacina contra gripe. Ela faleceu por complicações da doença: choque séptico, pneumonia e insuficiência renal.

Em Fernandópolis, um idoso de 63 anos, morador do bairro Jardim Ubirajara, morreu por H1N1 também nesta quinta-feira, 28. Ele tinha problema renal, não havia tomado a vacina e foi internado em 14 de junho. No dia seguinte, seguiu para a UTI, onde faleceu.

Até o momento, 21 pessoas morreram por gripe na região de Rio Preto, dez delas apenas no município. Eram moradoras de Santa Fé do Sul, Aparecida D'Oeste, Urânia, Potirendaba, Pindorama, Ariranha, Paraíso, José Bonifácio e Fernandópolis - uma idosa de 66 anos já havia falecido pela doença.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Rio Preto, até o momento foram registrados 75 casos de síndrome respiratória aguda grave na cidade - 77,3% por H1N1, tipo de vírus que também foi responsável por sete dos óbitos. Em 73,3% do total de confirmações há algum fator de risco que complica o quadro. Nesta semana não foi confirmada nenhuma morte pelo vírus. Na região, outros 98 casos foram constatados.

Em Rio Preto, em 90% das mortes havia algum problema de saúde prévio que complicou o quadro, o que significa que nove pacientes poderiam ter tomado a vacina contra gripe, porém pelo menos sete deixaram de se imunizar.

A gripe é uma doença mais grave que o resfriado, pois afeta o trato respiratório inferior (traqueia e pulmões). Os sintomas são febre, calafrios, dores musculares, tosse, espirros, congestão nasal, coriza, dores de cabeça e fadiga. Os primeiros sinais de complicação são dificuldade para respirar e falta de ar. Conforme o Diário já mostrou, quanto antes o paciente procurar atendimento médico e começar a tomar o antiviral, melhores suas chances de recuperação e menores as possibilidades de complicações da doença como insuficiência renal e pneumonia.

No inverno, transmite-se o vírus mais facilmente porque as pessoas tendem a ficar aglomeradas. É importante tomar a vacina o quanto antes porque são necessários de dez a 15 dias para ter proteção completa.

Vacinação

Nesta quinta-feira, a Secretaria de Saúde de Rio Preto divulgou que o município atingiu, na média, o objetivo de vacinação contra gripe entre os grupos prioritários: 91,1% da população com meta foram imunizados, mais que os 90% preconizados pelo Ministério da Saúde.

A cobertura vacinal de dois grupos, no entanto, ainda está abaixo do esperado: gestantes (72,2%) e crianças menores de cinco anos (77%). Os dois grupos preocupam porque as mães transmitem para o recém-nascido os anticorpos por meio da amamentação; já as crianças transmitem o vírus por mais tempo e mais facilmente, pois entram em contato direto com colegas e com a família com frequência, além de ficar bastante tempo em grupo na escola.

Os professores, puérperas, profissionais da saúde e idosos também atingiram a meta - os dois primeiros grupos tiveram mais de 100% de cobertura, o que é possível porque muitas vezes a estimativa de população do Ministério da Saúde é menor do que a existente na realidade.

Além dessas pessoas, podem se imunizar também os portadores de doenças crônicas e comorbidades, presidiários, funcionários do sistema prisional, indígenas, crianças de cinco a nove anos e adultos com idade entre 50 e 59 anos. As vacinas continuam disponíveis na rede pública de saúde.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso