Diário da Região

    • -
    • máx min
30/06/2018 - 00h30min

FILA

Parceria dos EUA e HCM combate infecção

Foi a terceira edição do encontro para troca de conhecimento

Álbum de Família Cirurgia do menino Henri correu bem e ele se recupera no HCM
Cirurgia do menino Henri correu bem e ele se recupera no HCM

Na tarde desta sexta-feira, 29, médicos e profissionais da saúde do Hospital da Criança e Maternidade (HCM) e norte-americanos da Mayo Clinic e Children's Hospitals and Clinics of Minnesota participaram de uma cirurgia que foi transmitida diretamente para um auditório lotado.

O paciente era Henri Alberto Pimenta, de 4 anos, que passou pela operação para corrigir comunicação interatrial. Essa foi uma das atividades do 3º Meeting do Children's HeartLink International. O evento também teve aulas ministradas pelos profissionais.

Há dez anos, a equipe de cirurgia cardíaca pediatra do Hospital de Base e do HCM troca informações com os norte-americanos. Este é o terceiro encontro das instituições e teve como objetivo atualizar o conhecimento e trocar experiências das equipes multidisciplinares que trabalham com crianças portadoras de cardiopatia congênita com ênfase nas medidas de prevenção de infecção pré, intra e pós-operatória em cirurgia cardiovascular pediátrica.

As cardiopatias congênitas são doenças que aparecem ainda durante a formação do coração do bebê, mas nem sempre são diagnosticadas antes do nascimento. O HCM subiu de 170 para 300 a média de cirurgias cardíacas em crianças, e mesmo assim reduziu pela metade o índice de infecções - problema aos quais os pequenos, muito debilitados, estão sujeitos.

Segundo Andreas Tsakistos, coordenador do Children's Heartlink Brasil, a parceria com o HCM é importante porque a instituição rio-pretense é a primeira a se tornar centro de excelência e usar todo o conhecimento adquirido para dividir com outras regiões do país - do encontro desta sexta, por exemplo, participaram médicos do Tocantins (onde a assistência às crianças com cardiopatia é deficiente) e Mato Grosso.

"Estamos muito felizes de ver o HCM no caminho para se tornar um centro de excelência junto a apenas outros quatro no mundo. O HCM é respeitado em outros locais e continuaremos focando nossos esforços para o controle de infecção", afirmou Andreas.

A cirurgia de Henri correu bem, segundo a família. Morador de Olímpia, teve a doença diagnosticada aos seis meses de vida. O médico pensou que o problema se resolveria sozinho, como ocorre em alguns dos casos, mas isso não aconteceu e foi preciso encaminhar a criança para Rio Preto porque em Olímpia não havia mais tratamento.

"Imediatamente fomos informados que precisava operar porque o coração dele já tinha dilatado um pouco. Em menos de dois meses fizemos todos os exames", conta a mãe, Gislaine Lucas Rami.

Hospital, um sonho

A cada 120 crianças que nascem, uma tem cardiopatia congênita - o que significa que 45 dos 5.461 pequenos rio-pretenses que vieram ao mundo em 2017 têm alguma doença do tipo. Dessas, 80% precisarão de algum tratamento cirúrgico ou cateterismo.

"Há um déficit de cirurgias. Aproximadamente 8 mil crianças estão morrendo no País, por ano, aguardando procedimento. Como Rio Preto tem uma história muito forte na cardiologia, possui o ambiente ideal para que a gente construa o primeiro hospital do coração da criança do Brasil", diz o cirurgião. Na contramão, nos Estados Unidos todos os que necessitam têm acesso ao procedimento.

O HCM atende várias dessas crianças vindas de locais distantes. Em 2017, realizou 309 operações e a meta para este ano é fazer de 350 a 400. Com um hospital especializado, seria possível fazer até mil operações por ano.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso