Diário da Região

    • -
    • máx min
01/07/2018 - 00h00min

GOIÁS

Caminhos da cidade-jardim

Goiânia revela surpresas em parques urbanos e arquitetura art déco

Fotos: Custódio Coimbra/Agência O Globo O zoológico é um dos 38 parques criados em torno de nascentes na cidade
O zoológico é um dos 38 parques criados em torno de nascentes na cidade

Imagine uma cidade verde, salpicada de parques e bosques, precisamente 38, com lagos e muitas árvores preservadas em torno de suas nascentes. Uma cidade-jardim. Eclética. Seu conjunto urbano art déco, tombado pelo Iphan, com prédios e monumentos em sua maioria, convive com edifícios ultramodernos, com até 50 andares, no centro. A cidade é uma das referências no País para o estilo francês que marcou os anos 20 do século passado.

Com 1,5 milhão de habitantes e uma população marcadamente jovem, Goiânia, capital de Goiás, surpreende. Escondida na grade do turismo nacional - a movimentação é basicamente do turismo de negócios -, é berço da música sertaneja e do rock. Com festivais como o Villa Mix, que acontecerá nos dias 30 de junho e 1º de julho, atrai multidões com estrelas locais e internacionais.

Goiânia está cercada de cidades "espiritualizadas", como a colonial Pirenópolis, banhada por dezenas de cachoeiras, e a surpreendente Trindade, onde fica o Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, o segundo destino religioso do Brasil, a "Aparecida" do Centro-Oeste.

Cidade verde

Goiânia, prestes a completar 85 anos de fundação, é um símbolo da Revolução de 1930. Foi construída por Getúlio Vargas, que chamou para realizar o projeto o arquiteto Attilio Corrêa Lima, recém-chegado de Paris, encantado com a atmosfera dos jardins do Palácio de Versalhes e a arquitetura art déco, à época, no auge da moda. Corrêa Lima desenhou uma dezena de prédios públicos, museu, teatro e hotel. Ajudou a construir uma cidade hoje reconhecida por seu importante acervo arquitetônico.

Na Praça Cívica, onde tudo começou, fica o principal conjunto de bens tombados. No centro, o Palácio das Esmeraldas, residência oficial do governador, tem três andares revestidos de pó de pedra verde e vitrais retratando as principais atividades econômicas do estado na época.

Ao lado, o Centro Cultural Marieta Telles Machado abriga o Museu da Imagem e do Som, biblioteca estadual, gibiteca com milhares de exemplares, cinema e exposição permanente de painéis fotográficos sobre a construção da cidade.

Mais à frente, o Museu Zoroastro Artiaga, construído em 1946, exibe amostras de minerais, fauna da região, artesanato e utensílios indígenas. Também se destaca o imponente Teatro Goiânia, um inusitado edifício em forma de navio, inaugurado em 1942, todo reformado.

Goiânia é uma das capitais brasileiras com a maior área verde por habitante do país. São 38 parques criados em torno de nascentes. Faz parte da cultura do goianiense praticar exercícios ao ar livre e passear com a família nos fins de semana. E os cães são bem-vindos.

O Parque Lago das Rosas, da década de 1940, é o mais antigo da cidade. Era um grande canteiro de rosas, o que lhe inspirou o nome. O lugar conserva elementos art déco, como trampolim e muretas. Nas praças, pratica-se de tudo: caminhadas, arvorismo e rapel em árvores, além do descanso de simplesmente deitar na grama e ouvir os pássaros.

O zoológico fica ao lado do Lago das Rosas. Abriga mais de 500 animais entre leões, hipopótamos e tigres. Os macacos zanzam livres e integrados ao parque por ilhas de um grande lago. Perto, fica a Praça do Sol, onde atividades de arvorismo também são praticadas.

O Mutirama é um parque de diversões com 29 atrações, incluindo roda-gigante, montanha-russa, trenzinho, autorama e parque dos dinossauros.

A nova menina dos olhos dos goianenses é o Parque Flamboyant. Fica no Jardim Goiás, bairro chique da cidade, cercado por prédios altos. Há dois lagos com ponte de madeira, mirante, parque infantil, ciclovia, trilhas e estação de ginástica.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso