Diário da Região

    • -
    • máx min
26/07/2018 - 14h54min

Golpe no WhatsApp

Após ser desmascarado golpista questiona vítima 'onde eu errei?'

Depois de serem descobertos, os golpistas alegaram que essa era "uma forma de trabalho"

divulgação pessoa mexendo no celular
pessoa mexendo no celular

Você acredita que o bandido questionou a vítima após ela descobrir que estava caindo em um golpe? O caso aconteceu em Teresina, no Piauí, na última terça-feira, 24. Na ação os golpistas tentaram se passar por um primo da vítima, dizendo que precisavam de dinheiro para consertar o carro quebrado na estrada. Eles pediram R$ 2,2 mil, mas quando perceberem que a tentativa não deu certo questionaram: “onde eu errei?”.

De início, a vítima recebeu uma ligação de um número de DDD de Goiais, a pessoa alegava ser um primo de Brasília. Questionando a vítima se estava reconhecendo sua voz e, o estelionatário disse para falar o nome de alguns primos, então, após a informação começaram as ações dos golpistas.

A história estava bem montada, por conta do “primo” não ter pedido dinheiro para a vítima, só informou a placa do veículo e o local onde ele estava, 20 km de Amarante e, pediu para que ele ligasse para um mecânico para que ele fosse até o local, lhe passando um número de Piauí. Quando a vítima ligou para o tal número, o “mecânico” confirmou a placa e o local onde o veículo estava.

Mas em uma das ligações o “primo” pediu desculpas pelo incomodo, só que dessa vez pediu uma quantia em dinheiro porque o mecânico não tinha maquininha de cartão e no local não se encontrava nenhum caixa eletrônico para ele sacar o dinheiro.

A vítima começou a desconfiar da ação quando foi confirmar de onde vinha a ligação e percebeu que o DDD de Brasília é 61 e não 62, como mostrava a ligação. A desconfiança começou a aumentar assim que a vítima conseguiu informação sobre o seguro do carro, o que e não batia com a informação passada pelo “primo” por conta do alto valor. Então ao abrir o Facebook e pesquisar no Google a foto usada pelo mecânico no Whatsapp confirmou que não era o local confirmado.

Por fim, a vítima recebeu a última mensagem pelo Whatsapp dos bandidos e contou que percebeu o golpe dizendo que "deveriam usar todo aquele planejamento para ganhar dinheiro honestamente. Depois disso os audaciosos golpistas agradeceram a vítima e questionaram para que ela contasse onde tinha sido o erro deles. " Obrigado rapaz, mas me conta ai...Onde foi meu erro? Como você descobriu? Isso é uma forma de trabalho...infelizmente só tenho isso para sobreviver”, finalizou o golpista.

A vítima contou que não quis fazer o boletim de ocorrência na hora porque estava sem tempo no momento para ir até a delegacia. 

(Colaborou Luciano Ramos)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso